Buscar
  • hospitaldosolhosdo

Mitos e verdades sobre blefarite


Um novo estudo feito nos Estados Unidos, pelo CDC (Centros de Controle e Prevenção de BLEFARITE.

À primeira vista, pode parecer um nome atípico, mas a doença é mais comum do que parece, sendo, muitas vezes, confundida com terçol ou conjuntivite. Por isso, é importante entende-la melhor e saber o que é verdade ou não. Mas lembre-se: nada substitui a con - sulta com seu oftalmologista!


Blefarite é uma inflamação não contagiosa que afeta a pálpebra.

Verdade. Essa inflamação pode ser causada por quadros de infecção, reação alérgica ou doenças cutâneas. No entanto, uma pessoa não pode transmitir para outra.


Existe mais de um tipo de blefarite.

Verdade. Ao todo, a doença pode se apresentar de três formas: blefarite seborreica, blefarite infecciosa e blefarite alérgica.


Coceira, ardência, vermelhidão e edema são sintomas de blefarite.

Verdade. Também pode haver irritação, lacrimejamento, sensação de corpo estranho e incômodo excessivo à luz. Dependendo do tipo da doença, pode haver sintomas específicos a cada um. É importante consultar um oftalmologista diante de qualquer sinal.


Tratamentos caseiros são eficazes no tratamento da blefarite.

Mito. Compressas, quentes ou frias, podem ajudar a aliviar os sintomas, mas soluções caseiras, além de não resolverem o problema, podem agravar o quadro. Somente um oftalmologista é capaz de avaliar a situação e prescrever o tratamento adequado para cada caso.


Alergia está relacionada ao aparecimento da blefarite.

Verdade. Reações alérgicas causadas pelo uso de colírios podem provocar o aparecimento da doença. Nesses casos, ela é chamada de blefarite alérgica por sensibilidade de contato.


A blefarite afeta com mais frequência pessoas que tem a pele seca.

Mito. A maior incidência se dá em pessoas com pele oleosa e que sofrem com seborreia. Em geral, o problema ocorre devido à produção excessiva de gordura produzida por uma glândula presente na pálpebra, fator que favorece o crescimento de bactérias.




Fonte: Revista Veja Bem, Ed. 20, pág. 30.


Responsável Técnico: Dr. Daniel Nogueira CRM-MS 5728 / RQE Nº 3333 https://www.hospitaldosolhosdourados.com.br (67) 3033-9292


872 visualizações

O Melhor Para Você

Diminuir distâncias e aumentar as possibilidades e soluções em saúde, este foi nosso ponto de partida. Mesmo Dourados/MS sendo um pólo regional de referência em saúde, muitas limitações ainda existiam na realização de procedimentos cirúrgicos, exames e demais soluções na área da Oftalmologia.

Acesso Rápido

Localização

Rua Melvin Jones, 1190, Vila Progresso - Dourados -  MS

(67) 3033-9292

 


(67)99823-9184

©  2019 Hospital dos Olhos Dourados    |    Responsável Técnico: Dr. Daniel Nogueira CRM-MS 5728 RQE Nº 3333